Hora Silenciosa 

Texto (tradução - NVI)

Hebreus 10.18-25
18 Onde essas coisas foram perdoadas, não há mais necessidade de sacrifício pelo pecado.  19 Portanto, irmãos, temos plena confiança para entrar no Santo dos Santos pelo sangue de Jesus,  20 por um novo e vivo caminho que ele nos abriu por meio do véu, isto é, do seu corpo.  21 Temos, pois, um grande sacerdote sobre a casa de Deus.  22 Sendo assim, aproximemo-nos de Deus com um coração sincero e com plena convicção de fé, tendo os corações aspergidos para nos purificar de uma consciência culpada e tendo os nossos corpos lavados com água pura.  23 Apeguemo-nos com firmeza à esperança que professamos, pois aquele que prometeu é fiel.  24 E consideremo-nos uns aos outros para incentivar-nos ao amor e às boas obras.  25 Não deixemos de reunir-nos como igreja, segundo o costume de alguns, mas encorajemo-nos uns aos outros, ainda mais quando vocês vêem que se aproxima o Dia.

Comentário:

Lembro do feirante vendendo o famoso e enorme pastel de feira. Quando negado por uma moça em dieta, ele afirma: “Esse pastel é tão levinho que não pesa nem na consciência! O sacrifício de Cristo trouxe bênçãos que só os que se entregaram a Ele podem receber, dentre eles, o acesso a Deus, o privilégio de servir, a alegria de nos congregarmos como igreja e também a expectativa de que Ele voltará para nos buscar. Além disso, nos dá a possibilidade de vivermos sem pesos na consciência. Nossa consciência funciona como uma balança, medindo a coerência entre a nossa conduta e os nossos valores, uma espécie de “livrinho pessoal de certos e errados”. Se nossa conduta está de acordo com nosso código de ética, ela nos dá paz e alegria; e é também uma forma de encorajamento a fazer o certo. Se está em desacordo, ela pesa, produzindo um sentimento de acusação, tristeza e implacável culpa. A expectativa dolorosa de sabermos que repercussões negativas virão sobre nós, nos leva ao REMORSO. Deus pode usar a culpa para nos levar ao arrependimento (2 Co 7.10), mas podemos também definhar com ela.

Deus quer libertá-lo desses sentimentos ruins e ensinar a ter uma consciência boa que o alerte bem e o ajude a tomar decisões que O agradem. Ore pedindo que Deus mostre os pecados que tem pesado sua consciência e desagradado a Ele. Peça também que Ele conduza você ao arrependimento e à paz.

 

 

O texto acima foi extraído do Diário de Hora Silenciosa Jovem. Para adquirí-lo, clique aqui .

 

 

 

voltar para o índice