Hora Silenciosa 

 

Leia · Medite · Memorize · Aplique · Compartilhe

 

1 Reis 18.20-35
18 "Não tenho perturbado Israel", Elias respondeu. "Mas você e a família do seu pai têm. Vocês abandonaram os mandamentos do SENHOR e seguiram os baalins. 19 Agora convoque todo o povo de Israel para encontrar-se comigo no monte Carmelo. E traga os quatrocentos e cinqüenta profetas de Baal e os quatrocentos profetas de Aserá, que comem à mesa de Jezabel." 20 Acabe convocou então todo o Israel e reuniu os profetas no monte Carmelo. 21 Elias dirigiu-se ao povo e disse: "Até quando vocês vão oscilar para um lado e para o outro? Se o SENHOR é Deus, sigam- no; mas, se Baal é Deus, sigam-no". O povo, porém, nada respondeu. 22 Disse então Elias: "Eu sou o único que restou dos profetas do SENHOR, mas Baal tem quatrocentos e cinqüenta profetas. 23 Tragam dois novilhos. Escolham eles um, cortem-no em pedaços e o ponham sobre a lenha, mas não acendam fogo. Eu prepararei o outro novilho e o colocarei sobre a lenha, e também não acenderei fogo nela. 24 Então vocês invocarão o nome do seu deus, e eu invocarei o nome do SENHOR. O deus que responder por meio do fogo, esse é Deus". Então todo o povo disse: "O que você disse é bom". 25 Elias disse aos profetas de Baal: "Escolham um dos novilhos e preparem-no primeiro, visto que vocês são tantos. Clamem pelo nome do seu deus, mas não acendam o fogo". 26 Então pegaram o novilho que lhes foi dado e o prepararam. E clamaram pelo nome de Baal desde a manhã até o meio-dia. "Ó Baal, responde-nos!", gritavam. E dançavam em volta do altar que haviam feito. Mas não houve nenhuma resposta; ninguém respondeu. 27 Ao meio-dia Elias começou a zombar deles. "Gritem mais alto!", dizia, "já que ele é um deus. Quem sabe está meditando, ou ocupado, ou viajando. Talvez esteja dormindo e precise ser despertado." 28 Então passaram a gritar ainda mais alto e a ferir-se com espadas e lanças, de acordo com o costume deles, até sangrarem. 29 Passou o meio-dia, e eles continuaram profetizando em transe até a hora do sacrifício da tarde. Mas não houve resposta alguma; ninguém respondeu, ninguém deu atenção. 30 Então Elias disse a todo o povo: "Aproximem-se de mim". O povo aproximou-se, e Elias reparou o altar do SENHOR, que estava em ruínas. 31 Depois apanhou doze pedras, uma para cada tribo dos descendentes de Jacó, a quem a palavra do SENHOR tinha sido dirigida, dizendo-lhe: "Seu nome será Israel". 32 Com as pedras construiu um altar em honra ao nome do SENHOR e cavou ao redor do altar uma valeta na qual poderiam ser semeadas duas medidas de sementes. 33 Depois arrumou a lenha, cortou o novilho em pedaços e o pôs sobre a lenha. Então lhes disse: "Encham de água quatro jarras grandes e derramem-na sobre o holocausto e sobre a lenha". 34 "Façam-no novamente", disse, e eles o fizeram de novo. "Façam-no pela terceira vez", ordenou, e eles o fizeram pela terceira vez. 35 A água escorria do altar, chegando a encher a valeta.

Dica do dia:

Desde pequeno sempre gostei das histórias que meu avô me contava. Mesmo sendo algumas vezes repetidas, adorava cada história e esperava o momento crucial. Esta semana vamos olhar para a vida de Elias e aprender com o exemplo dele como um cristão deve se comportar quando enfrenta adversidades. Olhe o verso 22. Com quantos profetas Elias iria lutar? A matemática de Deus é inexata. Tendo sido estabelecidas as regras do duelo, começou a disputa. Olhe o verso 30. Reatar a nossa relação com Deus é fundamental quando estamos “em ruínas”. Deus sempre quer nos ter próximos a Ele, servindo-O e adorando-O. Qual tem sido sua freqüência nos cultos da sua igreja? Seus amigos já o chamam de visitante ou você tem sido assíduo? Invista no seu relacionamento com Deus sempre!

O que você poderia fazer hoje como fruto desse devocional?

 

voltar para o índice